Adaptação: fazê-la bem feita é muito importante

Atualizado: 16 de Ago de 2018

Uma das principais preocupações dos Pais em relação à iniciação escolar dos seus filhos é a Adaptação.

Todas estas dúvidas e inquietações, que tanto atormenta os pais, são compreensíveis e legítimas, pois vão deixar os seus pequenos “tesouros” com pessoas que lhes são estranhas; no entanto sem se aperceberem os pais são os principais transmissores de ansiedade e angústias.

É geralmente conhecido que os bebes se adaptam com mais facilidade a tudo o que é novo, como novas situações e ambientes, e quanto mais cedo a criança entrar na escola, mais fácil será a sua Adaptação, apesar de ser uma fase mais complicada para os pais, porque os seus pequenos são indefesos, o que torna difícil a separação.

Nesta fase inicial da vida de uma criança, principalmente quando vai para a escola, há sempre um adulto na sala com quem a criança irá criar laços afetivos mais fortes e intensos, a esta situação, chama-se Vinculação. Esta Vinculação vai dar/trazer à criança uma maior segurança, que vai fazer com que se sinta protegida e consiga então, transmitir aos pais que está bem, serena e tranquila.

Em uma fase inicial, aconselha-se que a criança e os pais se adaptem de uma forma lenta e gradual, diminuindo assim a ansiedade de ambos. Normalmente a adaptação dos pais é mais difícil que a das crianças, ou seja, uma criança habitua-se mais facilmente à separação da figura parental do que os pais à separação dos filhos.

É geralmente conhecido que os bebês se adaptam com mais facilidade a tudo o que é novo, como novas situações e ambientes, e quanto mais cedo a criança entrar na escola, mais fácil será a sua adaptação, apesar de ser uma fase mais complicada para os pais, porque os seus pequenos são indefesos, o que torna difícil a separação.

Terminada a primeira semana de adaptação, é também importante referir que se a criança tiver algum objeto que a acompanha sempre (boneco, fralda de pano, etc.) é importante que esse objeto venha sempre com a criança, pois é chamado de Objeto de Transição. Estes objetos servem de suporte na conquista da autonomia, uma vez que são uma espécie de substituto materno e permitem à criança organizar-se na ausência das figuras de referência.

Este período da Adaptação não tem tempo certo de duração, vai depender de cada criança e de cada caso. A firmeza dos pais tem um papel extremamente importante nesta hora, pois devem explicar aos filhos com todo o carinho e amor que os irão buscá-lo no final do dia, porque apesar de gostarem muito deles que têm de ir trabalhar. A criança aos poucos vai percebendo a rotina e saberá que ao fim do dia os pais irão buscá-la, criando assim na criança segurança e estabilidade.

FONTE: https://www.educacaoetransformacao.com.br/projeto-adaptacao-escolar-para-educacao-infantil/

0 visualização