Adaptação


Todo início de ano letivo traz um período muito importante e que merece um olhar especial tanto para as crianças, quanto para os pais e a escola, a ADAPTAÇÃO!

De acordo com a coordenadora pedagógica Sandra Darin, a adaptação acontece em duas etapas: primeiro a criança precisa se familiarizar com o novo espaço e criar novos vínculos com professores e amigos, por isso neste momento a presença de um adulto que ela conheça é fundamental para transmitir segurança e essa pessoa deve ficar por perto, mas deixar que a profissional responsável intervenha e ajude no que for necessário. Após esse período, que varia de criança para criança, ela deve entender que os pais ou responsáveis vão, porém voltam para buscá-la, para isso é importante transmitir firmeza e tranquilidade na hora da despedida.


Separamos algumas dicas que podem auxiliar nesse processo:


1- Ainda em casa, durante as primeiras semanas antes de ir para a escola, é fundamental uma boa conversa, clara e sincera, com a criança, independente da idade, explicando o que está acontecendo. Neste diálogo é importante dizer que sentirão saudades um do outro e que esse sentimento é normal, mas que em seguida irão se reencontrar. Um abraço apertado com palavras que também expressem esse amor deixará a criança mais segura na hora da separação. Reforce que ao fim daquele período irão se reencontrar, e que, enquanto isso, ela fará coisas divertidas que poderão reproduzir juntos depois. Mostre animação sobre fazer novos amigos, descobrir seus nomes e brincadeiras preferidas e finalize dizendo que você está muito feliz com esta nova oportunidade.


2- Na escola, ao deixar a criança, é importante repetir a conversa e caprichar nos gestos. Sorrisos, olhos arregalados e brilhantes demonstrando empolgação com o que será descoberto. Este é mesmo um exercício fundamental que fará toda diferença neste novo desafio. A professora ou auxiliar será o adulto que ficará com ela, então é importante dizer que confia muito nela e que vai adorar sua companhia. Assim é transferida a referência para a professora/auxiliar, fazendo com que o aluno fique tranquilo com ela.


3- A adaptação deve ser feita por períodos gradativos e funciona muito bem para as crianças. No primeiro dia podem ficar por uma ou duas horas ir aumentando até o período completo.


4- É fundamental respeitar o tempo de cada criança levando em consideração suas vivências. Por exemplo, se a criança convive apenas com adultos sua adaptação será, muitas vezes, mais demorada do que daquelas que convivem com irmãos ou primos.


5- Evite mudanças na rotina da criança nesse período e caso ela tenha algum hábito diferente do que será exigido na escola faça uma adaptação antes do início das atividades.


6- A despedida tem sempre um abraço apertado, porém assertivo. “Tchau é para ser dito só uma vez”, isso transmite mais segurança.


Sandra Darin por fim destaca que a paciência é muito importante nesse processo com tantas novidades, novos ambientes, pessoas e descobertas, mas garante que em pouco tempo a criança se ambienta e passa a interagir naturalmente com sua nova realidade e rotina do mundo da Educação Infantil.



46 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo